Edição Online

Quinta, 07 de Julho de 2022

Drogaria Souza
(186)

SKATE|PARANAENSE GUI KHURY, 13 ANOS, TAMBÉM BRILHOU NO JAPÃO COM DUAS MEDALHAS

A fadinha do skate, Rayssa Leal, 14 anos, conquista o Ouro nos X-Games, etapa de Chiba no Japão

Skatista maranhense, Rayssa Leal, de 14 anos, subiu no topo do pódio do street (estilo praticado em obstáculos de rua) feminino na etapa de Chiba no Japão, do tradicional evento de esportes radicais. O melhor resultado da Fadinha havia sido um quarto lugar, há três anos, em Mineápolis nos Estados Unidos. https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1455891&o=nodehttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1455891&o=nodeAlém da Fadinha, o paranaense Gui Khury, 13 anos, também brilhou no evento em solo japonês 


Antes de Rayssa, quem se destacou na etapa de Chiba dos X-Games foi Gui Khury. O paranaense de apenas 13 anos e quatro meses, da seleção brasileira júnior, conquistou duas medalhas.|Foto: ©Reuters/Toby Melville/Direitos Reservados

Por Lincoln Chaves - São Paulo

A primeira medalha de Rayssa Leal nos X-Games foi logo a dourada. No domingo, 24, a skatista maranhense, de 14 anos, subiu no topo do pódio do street (estilo praticado em obstáculos de rua) feminino na etapa de Chiba no Japão, do tradicional evento de esportes radicais. O melhor resultado da Fadinha havia sido um quarto lugar, há três anos, em Mineápolis nos Estados Unidos.https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1455891&o=nodehttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1455891&o=node


A primeira medalha de Rayssa Leal, 14 anos, nos X-Games foi logo a dourada.|Foto: Reprodução/Instagram

Vice-campeã olímpica em Tóquio no Japão, no ano passado, Rayssa deixou a anfitriã Funa Nakayama (que foi bronze nos Jogos) na segunda colocação e a australiana Chloe Covell na terceira. As paulistas Pâmela Rosa e Gabriela Mazetto também chegaram à final do street, terminando, respectivamente, em sexto e em sétimo.

Entre os homens, o cearense Lucas Rabelo ficou na quarta colocação e o paulista Kelvin Hoefler (prata em Tóquio) acabou a final em sétimo. O pódio do street masculino foi 100% japonês, com Yuto Horigome, campeão olímpico, no topo, seguido por Daiki Ikeda e Sora Shirai.

Antes de Rayssa, quem se destacou na etapa de Chiba dos X-Games foi Gui Khury. O paranaense de apenas 13 anos e quatro meses, da seleção brasileira júnior, conquistou duas medalhas. Na sexta-feira, 22, ele foi bronze na final do vertical (disputa realizada em uma pista com formato de “U”), tornando-se o mais jovem atleta a ir ao pódio nesta prova. Ele ficou atrás somente do norte-americano Jimmy Wilkins (ouro) e do japonês Moto Shibata (prata).

No sábado, 23, Gui voltou ao pódio no vertical, desta vez na prova específica de melhor manobra. O garoto levou a prata, acertando um 1080º (que consiste em três giros completos no ar). Em 2021, aos 12 anos, ele conquistou o ouro com o mesmo movimento na etapa de Vista nos EUA, sendo o primeiro a realizá-lo. Em Chiba, os norte-americanos Mitchie Brusco e Clay Kreiner ficaram em primeiro e terceiro, respectivamente.

 

Agência Brasil

Auto Fácil Veículos