Edição Online

Quinta, 07 de Julho de 2022

Drogaria Souza
(124)

ECONOMIA|PARCELAMENTO DO SIMPLES NACIONAL PODE SER DE ATÉ 180 VEZES E 90% DE DESCONTO

Receita Federal alerta que o prazo para o parcelamento do Simples Nacional termina em 31 de maio

O pagamento do débito do Simples Nacional poderá ser parcelado em até 180 vezes, com redução de até 90% das multas e juros, dependendo do volume da perda de receita da empresa durante os meses de março a dezembro de 2020 – calculado em relação a 2019 


Já o parcelamento de débitos dos inscritos em Dívida Ativa da União deve ser negociado junto à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).|Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Agência Brasil - Brasília

O prazo para micro e pequenas empresas parcelarem suas dívidas pelo Programa de Reescalonamento do Pagamento de Débitos no Âmbito do Simples Nacional (Relp) termina em 31 de maio, alertou a Receita Federal. O prazo também vale para microempreendedores individuais (MEIs).https://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.png?id=1461351&o=nodehttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1461351&o=node

Até a última sexta-feira, 19, mais de 100 mil empresas já haviam aderido ao programa.

De acordo com o órgão arrecadador, podem ser regularizadas pelo Relp todas as dívidas apuradas pelo Simples Nacional até o mês de fevereiro de 2022. A adesão pode ser feita pelo e-CAC, disponível no site da Receita Federal ou pelo Portal do Simples Nacional.

O pagamento poderá ser parcelado em até 180 vezes, com redução de até 90% das multas e juros, dependendo do volume da perda de receita da empresa durante os meses de março a dezembro de 2020 (calculado em relação a 2019).

Parcelamentos rescindidos ou em andamento também poderão ser incluídos.

O parcelamento de débitos já inscritos em Dívida Ativa da União deve ser negociado junto à Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN).

*Com informações da Receita Federal do Brasil

 

Agência Brasil

Auto Fácil Veículos